Independência do Brasil: Justiça e Liberdade


Texto: Pastor Marcelo Peter
Cinegrafia: Joyce Kramer da Silva
Local: Paróquia Luterana em Alta Floresta-RO
“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos.” Mt 5.6
“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Jo 8.32 Os manuais de história do Brasil costumam narrar que, aos 7 dias do mês de setembro de 1822, Dom Pedro de Alcântara de Bragança, às margens do rio ou riacho Ipiranga, ante sua comitiva, bradou o afamado “Grito do Ipiranga” com as estridentes palavras “Independência ou Morte!”. A historiografia contemporânea questiona a veracidade deste evento. Não sabe dizer se é fato verídico, muleta histórica ou fábula. O quão importante é o desvelo deste “fato” pouco importa. No entanto, muito importa aquilo que do evento emerge: todos os anos, no dia 7 de setembro comemora-se a Independência do Brasil. É feriado nacional! As escolas fazem apresentações, desfiles e homenagens aos herois da pátria. Mas, que reflexão é feita sobre a real liberdade para o povo brasileiro? Como está o diálogo acerca da prática e implantação da justiça na sociedade? Olhando para o testemunho bíblico percebemos que quando Jesus fala de JUSTIÇA, Ele o faz recordando-nos dos vários significados que o termo pode ter. Mais uma vez, iremos passar o feriado da Independência. Em meio aos desfiles, bandas marciais e fogos de artifício, peçamos a Deus para que Ele implante nos corações de cada brasileiro e brasileira a vontade e o desejo de justiça e liberdade para todos, por que do dia 07 de setembro até as eleições de outubro falta só um mês!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente a postagem: